terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

500 anos do Concelho de Tábua nos Forais Manuelinos




Alunos e Professores da Disciplina de História e Património, da Academia Sénior de Tábua, estiveram presentes, em Ázere, nas comemorações dos 500 anos do Concelho de Tábua nos Forais Manuelinos, abrilhantadas pela Companhia de Teatro Viv’Arte.






As cartas de foral eram concedidas pelo Rei ou por um senhor, laico ou eclesiástico, a uma terra, estabelecendo as normas a seguir pelos habitantes entre si e em relação à entidade outorgante.
A atribuição de forais a concelhos, novos ou já existentes, feita pelo Rei, nos séculos XIII e XIV, pressupunha um movimento das próprias populações no sentido de se libertarem das leis e da justiça senhorial.

Ao longo do século XV, o fortalecimento do poder real e as leis gerais levaram ao declínio das instituições concelhias, pelo que os forais perderam a sua anterior importância, ficando reduzidos a simples listas de tributos municipais. Com a reforma Manuelina, os forais tornaram-se, praticamente, uma atualização dos privilégios e dos encargos das localidades.







11 comentários:

  1. Tenho pena, não ter participado, gostei do que vi

    ResponderEliminar
  2. não pude estar presente nesta atividade mas acho de bastante interesse e procurar esta informaçao de futuro

    ResponderEliminar
  3. Ex.mos. obrigado por me terem proporcionado esta alegria do convivio e mais saber. Gosto de tudo e todos!...Deus nos deixe viver para nos rirmo-nos de tudo o que vivemos.

    ResponderEliminar
  4. Para mim estou muito agradecido ha univercidade senior e a todos os meus professores pela forma e paciencia que têm para comigo a todos eles o meu muito obrigado

    ResponderEliminar
  5. Lamento não ter podido estar presente,pois história é um dos temas que mais gosto.

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito de ter assistido a tudo o que vi.

    ResponderEliminar
  7. viva.a.nossa.academia.e.todos.quantos.nela.partiçipam.um,beijo.a.todos.

    ResponderEliminar
  8. Estive na apresentaçâo dos forais em Ázere e gostei imenso aqueles momentos levaram-me avoar aos meus tempos de escola primaria em que estudei a estória de Portugal.

    ResponderEliminar
  9. eu gosto muito de andar na academia fis amigos e estou muito feliz tenho pena mas não posso asistir as aulas toudas

    ResponderEliminar
  10. Só para ver o entusiasmo dos participantes , valeu a pena criar a Academia

    ResponderEliminar
  11. Um grande bem haja a todos os responsáveis e professores. Força e animo para levarem por diante esta bela iniciativa que nos dá a possibilidade de embarcar nesta bela aventura de continuar a aprender.

    ResponderEliminar